Hábitos que as pessoas com alergias têm de evitar para conseguirem dormir

 

Se você sofre de alergias, sabe que os meses mais frios do ano podem ser particularmente desafiadores. O frio intensifica a presença de alérgenos como pólen, ácaros e mofo, tornando as noites de sono desconfortáveis e pouco reparadoras. No entanto, é possível adotar algumas medidas para garantir uma noite de sono tranquila e confortável. 

Especialistas da Usay Compare, citados pelo HuffPost, sugerem que certos hábitos, especialmente relacionados ao ambiente de dormir, podem agravar os sintomas de alergia. Vamos explorar os principais hábitos que devem ser evitados e as melhores práticas para pessoas alérgicas conseguirem dormir melhor.

 

1. Negligenciar o controle das alergias antes de dormir

Tomar medidas proativas para controlar as alergias é fundamental. Muitas pessoas esquecem de tomar seus anti-histamínicos ou outros medicamentos prescritos antes de dormir, o que pode resultar em uma noite de sono interrompida por sintomas como espirros, coriza e coceira.

 

Recomendações:

→ Medicação: certifique-se de tomar seus anti-histamínicos ou outros medicamentos para alergia conforme recomendado pelo seu médico. 

→ Rotina noturna: inclua a medicação como parte da sua rotina noturna, assim como escovar os dentes. Isso garante que você não esquecerá de tomá-los.

→ Monitoramento: utilize um alarme ou lembrete no celular para lembrar de tomar a medicação na hora certa.

 

2. Dormir com as janelas abertas

Embora dormir com as janelas abertas possa parecer uma boa ideia para refrescar o quarto, isso pode agravar os sintomas de alergia. O pólen e outros alérgenos do exterior entram no ambiente, aumentando a exposição e desencadeando reações alérgicas.

 

Recomendações:

→ Janelas fechadas: mantenha as janelas do quarto fechadas durante a noite.

→ Purificador de ar: utilize um purificador de ar para ajudar a remover os alérgenos do ar interno. Modelos com filtros HEPA são especialmente eficazes.

→ Climatização: se possível, invista em um ar-condicionado com filtro anti-alérgico para manter o ambiente fresco sem abrir as janelas.

 

3. Usar o tipo de lençóis errados

Certos tipos de lençóis, edredões de plumas e almofadas de penas podem abrigar ácaros e reter pólen, agravando os sintomas de alergia. Optar pelos materiais certos fará uma diferença enorme na qualidade do sono para quem sofre de alergias.

 

Recomendações:

→ Materiais hipoalergênicos: use lençóis, edredões e almofadas feitos de materiais hipoalergênicos. Prefira tecidos como algodão 100% ou materiais sintéticos projetados para evitar o acúmulo de alérgenos.

→ Troca regular: lave a roupa de cama regularmente em água quente (acima de 60°C) para matar ácaros e remover alérgenos.

→ Capas protetoras: utilize capas antiácaros para colchões e travesseiros. Essas capas criam uma barreira eficaz contra alérgenos.

 

 

4. Não limpar o quarto com regularidade

A falta de limpeza regular no quarto permitirá que o pólen, poeira e outros alérgenos se acumulem, exacerbando os sintomas de alergia. Manter um ambiente limpo é essencial para minimizar a exposição a alérgenos.

 

Recomendações:

→ Limpeza semanal: aspire e limpe o quarto semanalmente, prestando atenção especial a áreas onde o pó pode se acumular, como embaixo da cama e nas cortinas.

→ Superfícies: use panos úmidos para limpar as superfícies e evitar a dispersão do pó no ar.

→ Aspirador com filtro HEPA: utilize um aspirador de pó com filtro HEPA, que é mais eficiente em capturar partículas pequenas e alérgenos.

 

5. Secar os lençóis ao ar livre

Embora possa parecer prático, secar os lençóis ao ar livre pode expô-los ao pólen, que se fixa no tecido e é trazido para dentro de casa, aumentando a exposição aos alérgenos durante a noite.

 

Recomendações:

→ Secagem Interna: seque os lençóis e outras roupas de cama em uma secadora ou dentro de casa, longe de fontes de pólen.

→ Filtros de secadoras: certifique-se de que a secadora está equipada com filtros limpos para garantir a remoção de poeira e alérgenos.

 

A parte mais fácil: bons sonhos! 

Adotar esses hábitos mudará completamente (para melhor, é claro) as noites de quem sofre de alergias. Além disso, investir em produtos de cama de qualidade, como os nossos, pode proporcionar um ambiente de sono ainda mais saudável e confortável. Lembre-se sempre de seguir as recomendações médicas e manter uma rotina de limpeza rigorosa para minimizar a exposição a alérgenos.

Outro fator que afeta diretamente o sono de milhões de pessoas ao redor do mundo é o estresse, e ele pode estar afetando o seu sono também. Clique aqui e descubra como reduzir o estresse para melhorar o sono em mais um conteúdo completo do nosso blog.

Compartilhar:

Posts Relacionados:

Promoções personalizadas, descontos exclusivos e conteúdos do sono!

Preencha o formulário e receba na sua caixa de entrada.